Mostrando entradas con la etiqueta Odontopediatria. Mostrar todas las entradas
Mostrando entradas con la etiqueta Odontopediatria. Mostrar todas las entradas

miércoles, 7 de abril de 2021

Ránula: diagnóstico prenatal

Medicina Bucal

La ránula es un quiste que se presenta luego de la obstrucción de una glándula salival. Por lo general son pequeños, de color azulado, de consistencia blanda y asintomática.

Cuando el mucocele llega a tener un gran tamaño, interfiere en la alimentación y en el habla. Cuando la ránula se encuentra en el feto interrumpe la deglución, por lo que al examen ecográfico se observa un aumento del liquido amniótico.

Enlaces Patrocinados
Compartimos un interesante artículo que nos habla sobre el diagnostico prenatal de la ránula, así como el diagnóstico diferencial y el tratamiento recomendado.

Medicina Bucal


👉DESCARGUE Y LEA EL ARTÍCULO COMPLETO EN PDF AQUÍ👈


° Martin Horenstein y Silvia Mollar Ránula: diagnóstico prenatal Rev Arg de Ultrasonido 2012; Vol 11 Nº 3: 134-136

También te puede interesar :
Fibromatosis gingival hereditaria: reporte de caso en un niño
Síndromes que afectan la cavidad oral
Sífilis congénita: Manifestaciones dentales - Incisivos de Hutchinson y molares de mora

martes, 6 de octubre de 2020

Manual de Urgências em Odontopediatria

Odontopediatria

Em caso de emergência em odontopediatria podemos atender casos de pulpite, infecções odontogênicas, traumas, etc. Cada um deles merece um tratamento levando em consideração a idade do paciente.

Os procedimentos durante a emergência devem ser imediatos para poder aliviar a dor o mais rápido possível. Caso o paciente não colabore, outros tipos de medidas serão levadas em consideração para a realização do tratamento.

Enlaces Patrocinados

Compartilhamos com a comunidade odontológica um manual de emergência em odontopediatria, que contém tópicos como tratamento de pulpite, necrose pulpar e trauma em dentes decíduos.

Endodontia




Machado, Cíntia - Manual de urgências em odontopediatria / Cíntia Machado, Fernanda Lyrio, autores. – Salvador : SANAR, 2019.

También te puede interesar :
A utilização da ORTODONTIA Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes
Aftas, herpes e mais oito alterações na boca que revelam doenças
Principais tumores odontogênicos que podem acometer a cavidade bucal de crianças

miércoles, 30 de septiembre de 2020

Existe bruxismo infantil? Qual é o seu tratamento?

Bruxismo

O bruxismo é um ato involuntário e inconsciente que consiste em cerrar ou ranger os dentes e, embora muito poucos saibam disso, também afeta as crianças.

Em geral, o bruxismo em crianças desaparece por volta dos 6 anos de idade e está relacionado a estados emocionais alterados, por isso a consulta é importante.

Enlaces Patrocinados

O cuidado precoce e a avaliação em crianças podem evitar consequências graves do bruxismo, como o desgaste anormal dos dentes. Compartilhamos com vocês dois interessantes vídeos da Dra. Cláudia Machado que explicam em detalhes o que é bruxismo em crianças.

Bruxismo


Você também pode gostar :
O bruxismo não afeta apenas os dentes. Conheça suas sérias conseqüências
Mitos e verdades sobre a retirada do siso (os dentes do juízo)
Diferenças entre HPV e herpes na cavidade oral


Fonte: Youtube / Dra. Cláudia Machado


Fonte: Youtube / Dra. Cláudia Machado

miércoles, 16 de septiembre de 2020

Treino Grátis - Terapia pulpar em Odontopediatria I - Artigos odontológicos, dicas, vídeos e muito mais

Terapia pulpar em Odontopediatria

A terapia pulpar é chamada de tratamentos que são realizados na polpa dentária, quando esta é afetada por cáries ou algum trauma. O objetivo é manter o dente na boca e assim preservar o espaço da arcada dentária.

Os tratamentos que são realizados em odontopediatria são: recobrimentos pulpares, pulpotomias e pulpectomias. Antes de realizar alguns desses procedimentos, deve haver uma boa avaliação clínica e radiográfica.

Enlaces Patrocinados

Disponibilizamos para a comunidade odontológica uma série de artigos odontológicos, artigos em PDF e vídeos sobre este assunto emocionante para eles compartilharem com colegas e pacientes.


🎯Artigos científicos, artigos em PDF, vídeos e mais abaixo



Tratamento de canal em crianças: é possível?

Quando é indicada uma pulpectomia?

Terapia Endodôntica em Dentes Decíduos por Odontopediatras

Emergências Endodônticas em Dentes Decíduos

Terapia pulpar em dentes decíduos: possibilidades terapêuticas baseadas em evidências

Terapia pulpar em dentes decíduos: possibilidades terapêuticas baseadas em evidências

Endodontia

O objetivo principal de um tratamento pulpar é restaurar e salvar o dente afetado por um processo infeccioso ou por algum trauma dentário que comprometa a saúde da polpa dentária. Os tratamentos considerados como terapias pulpares são: pulpotomia e pulpectomia.

A pulpotomia é um procedimento conservador e frequente na prática clínica, atualmente utilizando materiais mais biocompatíveis que garantem maior sucesso nos tratamentos.

Enlaces Patrocinados

O objetivo dos materiais utilizados na pulpotomia é contribuir para o reparo natural da polpa dentária. Nesse processo de modernização os materiais também são incluídos sulfato férrico, hidróxido de cálcio, agregado trióxido mineral (MTA), porto e cimento (PC), técnicas eletrocirúrgicas e, mais recentemente, o uso de laser de baixa intensidade, que teve repercussões no tratamento dos tecidos da cavidade oral.

Endodontia


O objetivo desta revisão sistemática é discutir, com base em evidências científicas, alternativas para o tratamento da pulpotomia em dentes decíduos humanos.



° Lourenço Neto, Natalino, Fernandes, Ana Paula, Marques, Nádia Carolina Teixeira, Sakai, Vivien Thiemy, Moretti, Ana Beatriz da Silveira, Machado, Maria Aparecida de Andrade Moreira, Abdo, Ruy Cesar Camargo, & Oliveira, Thaís Marchini. (2013). Terapia pulpar em dentes decíduos: possibilidades terapêuticas baseadas em evidências. Revista de Odontologia da UNESP, 42(2), 130-137. https://doi.org/10.1590/S1807-25772013000200011

También te puede interesar :
A utilização da ORTODONTIA Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes
Aftas, herpes e mais oito alterações na boca que revelam doenças
Principais tumores odontogênicos que podem acometer a cavidade bucal de crianças

domingo, 16 de agosto de 2020

Terapêutica medicamentosa em odontopediatria

Farmacologia

É comum encontrar erros na dosagem e administração de medicamentos em odontopediatria, e isso se deve à pouca informação do dentista. Essas manobras causam resistência e possíveis quadros de intoxicação.

É importante que o odontopediatra ajuste a dose de acordo com a idade e as características fisiopatológicas da criança; bem como conhecer a farmacocinética e farmacodinâmica dos medicamentos em crianças.

Enlaces Patrocinados

Nesse programa da TV DENTAL NEWS recebemos a Profa. Dra. Raquel Andrade (FO-UFMG) para apresentar o tema: "Terapêutica Medicamentosa em Odontopediatria", graças ao Dental Learn Channel.

Medicina Oral


Você também pode gostar :
O bruxismo não afeta apenas os dentes. Conheça suas sérias conseqüências
Mitos e verdades sobre a retirada do siso (os dentes do juízo)
05 principais razões para a sensibilidade dentária


Fonte: Youtube / Dental Learn Channel

jueves, 13 de agosto de 2020

Reconstrução de dentes decíduos anteriores com pino de fibra de vidro : Relato de caso clínico

Reabilitação Oral

O restabelecimento da forma, função e estética de dentes decíduos anteriores com extensa destruição coronária é um grande desafio para o odontopediatra.

Nesses casos, a utilização de pinos intra-radiculares de fibra de vidro, associada a restaurações de resina composta com o auxílio de matrizes anatômicas de celulóide, é uma opção viável, que apresenta bom resultado estético, além de ser uma solução rápida e de fácil execução, pois dispensa a etapa laboratorial, sem apresentar custo elevado.

Enlaces Patrocinados

Este artigo apresenta relato clínico com a utilização desse material e traz informações sobre outros materiais utilizados nesse tipo de tratamento, apresentando suas vantagens e desvantagens.

Cirurgia Oral


Introdução : Na clínica de odontopediatria, freqüentemente se observa a destruição coronária de dentes decíduos anteriores, em decorrência de cárie ou traumatismo dentário (VIEIRA; RIBEIRO, 2001). Muitas vezes, a saúde pulpar desses elementos também se encontra comprometida (SANTOS-PINTO et al., 2001; CAVALCANTI et al., 2003).



VERRASTRO, A. P. et al. Reconstrução de dentes decíduos anteriores com pino de !bra de vidro e matriz anatômica de celulóide: relato de caso clínico. ConScientiae Saúde, São Paulo, v. 6, n. 1, p. 81-88, 2007.

También te puede interesar :
A utilização da ORTODONTIA Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes
Aftas, herpes e mais oito alterações na boca que revelam doenças
Principais tumores odontogênicos que podem acometer a cavidade bucal de crianças

miércoles, 12 de agosto de 2020

ORTODONTIA Preventiva e Interceptora: Mito ou Realidade

Ortodontia

Após aproximadamente um século de desenvolvimento e evolução da Ortodontia enquanto ciência, passando pela difusão mundial dos procedimentos de Ortopedia Facial, chegamos às vésperas do 3o Milênio sem um consenso unânime a respeito desta questão.

Assunto em pauta na literatura contemporânea, pesquisas, opiniões e experiências clínicas relacionadas ao tratamento precoce das más oclusões têm divulgado as vantagens e desvantagens da abordagem preventiva e interceptora, buscando alcançar uma resposta para a questão acima.

Enlaces Patrocinados

As pretensões do tratamento precoce parecem claras, incluindo a eliminação dos fatores etiológicos da má oclusão, e a prevenção da progressão das desarmonias esqueléticas, dentárias e funcionais.

Ortodontia


Obtendo-se um ambiente dentofacial mais favorável, guiando a irrupção dentária para posições normais nos arcos, e reduzindo as discrepâncias esqueléticas por meio do redirecionamento do crescimento facial, podese minimizar ou atémesmo eliminar a necessidade de tratamentos complexos durante a dentadura permanente.



Fonte: Almeida Pedrin, Renata & Garib, Daniela & JFC, Henriques & MR, Almeida & RR, Almeida. (1999). Ortodontia Preventiva e Interceptora: Mito ou Realidade. Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial. 4. 87-108.
Imagen: Semantic Scholar

También te puede interesar :
A utilização da ORTODONTIA Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes
Aftas, herpes e mais oito alterações na boca que revelam doenças
Principais tumores odontogênicos que podem acometer a cavidade bucal de crianças

jueves, 23 de julio de 2020

Terapia Endodôntica em Dentes Decíduos por Odontopediatras

Endodontia

A manutenção do elemento dental decíduo até que ocorra sua esfoliação fisiológica é um dos principais objetivos da clínica odontopediátrica, já que a primeira dentição é responsável pela manutenção de espaço adequado para os dentes permanentes irromperem, servindo de guia para o posicionamento dos mesmos.

Além disso, os dentes decíduos proporcionam um adequado crescimento e desenvolvimento facial pelo estímulo do crescimento dos maxilares e na evolução da fala, mastigação e respiração corretas da criança. Também a perda prematura de dentes decíduos pode resultar em uma alteração no comprimento do arco dentário, com desvio mesial dos dentes permanentes e consequente má-oclusão.

Enlaces Patrocinados

Apesar da diminuição da prevalência de cárie dentária nos últimos anos, procedimentos mais invasivos, incluindo a terapia endodôntica, ainda são necessários. A ocorrência de cáries de acometimento precoce e traumatismos dentários, os quais acometem um número significativo de crianças na fase de dentição decídua, são os principais motivos que resultam na execução deste tipo de tratamento.

Cirurgia Oral


Por outro lado, a terapia endodôntica evita possíveis exodontias desnecessárias e a necessidade de confecção de mantenedores de espaço, assim como consequentes problemas estéticos, ortodônticos e fonéticos, além de impedir a ocorrência de hábitos deletérios.



° Pesq Bras Odontoped Clin Integr, João Pessoa, 13(4):351-60, out./dez., 2013
° Helder Henrique Costa PINHEIRO / Luciana Reichert da Silva ASSUNÇÃO / Darlyane Kellen Barros TORRES / Lígia Akiko Ninokata MIYAHARA / Diandra Costa ARANTES

También te puede interesar :
A utilização da ORTODONTIA Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes
Aftas, herpes e mais oito alterações na boca que revelam doenças
Principais tumores odontogênicos que podem acometer a cavidade bucal de crianças

lunes, 20 de julio de 2020

Utilização de prótese parcial fixa modificada na primeira infância: relato de caso

VIH

A reposição do dente decíduo perdido prematuramente é indicada para que não haja conseqüências estéticas, funcionais (fala e mastigação) e psicológicas. Crianças na primeira infância não possuem maturidade e cooperação para o uso de próteses removíveis. Assim sendo, indica-se as próteses parciais fixas modificadas.

O objetivo do presente estudo é relatar o caso clínico de uma paciente de 30 meses de idade, com história de traumatismo dentário, com perda precoce do elemento 51, cujo tratamento foi a colocação de uma prótese parcial fixa modificada.

Enlaces Patrocinados

A principal característica desta prótese, que a diferencia de uma prótese utilizada em adultos é a presença de conectores com o sistema tubo-barra. A estrutura metálica de um dos dentes de apoio apresenta uma barra que se encaixa em um tubo presente no pôntico, este sistema não é fixo, o que permite o distanciamento lento entre o retentor e o pôntico, através do deslocamento da barra, caso ocorra crescimento da pré-maxila.

Medicina Oral


Após a moldagem dos arcos superior e inferior da paciente, a prótese parcial fixa modificada foi confeccionada com um pôntico e dois retentores de metal nos elementos 52 e 62, os quais não receberam nenhum tipo de preparo.



° Odontol. Clín.-Cient., Recife, 11 (3) 253-257, jul./set., 2012
° Janaína Maniezo de Sousa / Maisa Camillo Jordão / Maria Gisette Arias Provenzano / Marina de Lourdes Calvo Fracasso / Heitor Marques Honório / Daniela Rios

Você também pode gostar :
05 principais razões para a sensibilidade dentária
5 razões para você descobrir se tem BRUXISMO
Diferenças entre HPV e herpes na cavidade oral

miércoles, 15 de julio de 2020

Disfunção da articulação temporomandibular em crianças

Ortodontia

As disfunções temporomandibulares (DTMs) oucraniomandibulares (DCMs) são consideradas umconjunto de disfunções articulares e musculares naregião crânio-orofacial, sendo caracterizadasprincipalmente por dor articular e/ou muscular,ruídos nas articulações temporomandibulares(ATMs) e função mandibular limitada ou irregular.

As DTMs abrangem um grande número de distúrbiosque incluem alterações na musculatura mastigatóriae nas articulações temporomandibulares, ou emambas.

Enlaces Patrocinados

Essas disfunções afetam o sistemaestomatognático como um todo e se manifestam pormeio de sinais e sintomas que limitam ouincapacitam as atividades fisiológicas do indivíduo.

Os sintomas mais comuns em crianças são:dor na região da ATM, sensibilidade à palpação,fadiga ou irritação nos músculos associadas àarticulação, sons ou limitações durante o movimentomandibular.

Ortodontia


Tais sintomas geralmente variamde leves a moderados e aumentam com a idade.É importante o conhecimento dos distúrbios empopulações pediátricas por ser um período detransição da dentição decídua para a permanente,assim como por caracterizar a fase de crescimentoe desenvolvimento do complexo craniofacial.



° Fernanda Mara de Paiva BERTOLI / Estela Maris LOSSO / Ricardo César MORESCA

También te puede interesar :
A utilização da ORTODONTIA Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes
Aftas, herpes e mais oito alterações na boca que revelam doenças
Principais tumores odontogênicos que podem acometer a cavidade bucal de crianças

miércoles, 8 de julio de 2020

Utilização de pino estético de fibra de vidro no tratamento da cárie de estabelecimento precoce: relato de dois casos clínicos

Fibra de Vidro

Em 1994, foi sugerida pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças, nos Estados Unidos, uma nova nomenclatura para as lesões de cárie que acometem crianças de tenra idade: Cárie de Estabelecimento Precoce.

Esta denominação desconsidera qualquer modelo pré-determinado de doença, como o descrito por Fass, em 1962, que primeiramente descreveu a cárie de mamadeira como sendo um modelo diferenciado de cárie rampante, com características clínicas particulares, acometendo bebês jovens, com hábitos alimentares nocivos.

Enlaces Patrocinados

A nomenclatura considera a CEP como qualquer forma de cárie em bebês e crianças pré-escolares de até 71 meses de idade. As lesões de cárie em crianças de tenra idade afetam inicialmente os incisivos superiores decíduos, podendo em casos avançados destruir completamente as coroas.

anestesia dentária


Quando a cárie de estabelecimento precoce permanece em seu estágio inicial e não é detectada, pode causar sérios problemas para as crianças, as quais podem sentir dor, dificuldade de comer e falar.



° Rev. bras. odontol., Rio de Janeiro, v. 65, n. 2, p.155-158, jul./dez. 2008

También te puede interesar :
Quando é indicada uma pulpectomia?
Mitos e verdades sobre a Bichectomia
Dentes de leite : Quando nascem e por que ordem?

martes, 7 de julio de 2020

Interceptação da mordida cruzada anterior na dentição decídua utilizando plano inclinado fixo: Relato de caso

Ortodontia

A mordida cruzada anterior é um tipo de má oclusão que pode apresentar diferentes fatores etiológicos e não se auto corrige. Desta forma, um diagnóstico correto e o tratamento precoce se torna de extrema importância, permitindo o direcionamento adequado do crescimento da maxila e da mandibula e o desenvolvimento harmônico da oclusão.

Este artigo relata o tratamento da mordida cruzada anterior dentária na dentição decídua, com a utilização de um plano inclinado fixo que demonstrou-se eficaz, corrigindo a má oclusão e permitindo um desenvolvimento harmônico do aparelho mastigatório.

Enlaces Patrocinados

INTRODUÇÃO: A estética tem sido cada vez mais valorizada nos dias atuais, desde a idade precoce, os pais se preocupam com a estética da dentição decídua dos filhos, já que isso pode ocasionar incovenientes no convívio social e logo no psicológico da criança.

anestesia dentária


Um dos problemas mais encontrados na prática odontológica infantil é a mordida cruzada. Esta condição se refere a uma alteração no posicionamento de um ou mais dentes da maxila em relação a mandíbula, que é observado durante a oclusão, podendo se classificar em mordida cruzada anterior e/ou posterior.



°mastereditora.com.br
°Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research
°KAREN CHAVES FARIAS LEITE / SHYSA KOUTAKA DA COSTA PIRES / FRANCIELLE CHAVES FARIAS LEITE / PAULO VICTOR NOGUEIRA BENETTI / OSWALDO LUIZ CECÍLIO BARBOSA / CARLA CRISTINA NEVES BARBOSA

También te puede interesar :
A utilização da ORTODONTIA Miofuncional no tratamento de crianças e adolescentes
Principais tumores odontogênicos que podem acometer a cavidade bucal de crianças
Dentes de leite : Quando nascem e por que ordem?

sábado, 4 de julio de 2020

MUCOCELE labial: relato de caso em criança de dois anos de idade

Mucocele

Mucoceles são lesões comuns da mucosa oral que, quando de origem traumática, caracterizam-se pelo rompimento do ducto de uma glândula salivar menor e o acúmulo de mucina no tecido subjacente. Estas lesões podem ocorrer em qualquer idade, sendo mais observado em crianças e adultos jovens.

O objetivo deste trabalho será relatar um caso clínico de mucocele, por extravasamento de muco, em uma criança de 2 anos de idade, onde a lesão se desenvolveu após um trauma no local. A abordagem clínica do caso, bem como o tratamento, serão relatados e discutidos.

Enlaces Patrocinados

O presente caso diz respeito a um paciente do sexo masculino, leucoderma, 2 anos de idade, trazido pela mãe na Clínica de Odontopediatria da ULBRA. A mãe relatou como motivo da consulta a presença de uma “bolinha” no lábio inferior da criança.

anestesia dentária


Durante anamnese, foi constatada a história de aparecimento de lesão assintomática na mucosa labial inferior, há aproximadamente dois meses, após a criança ter traumatizado o local no momento de uma queda.



°redalyc.org
°Stomatos
°Jean Sául Crivellaro / Henrique Castilhos Ruschel / Tatiana Andrea Soares Pinto / Simone Helena Ferreira

También te puede interesar :
Quando é indicada uma pulpectomia?
BRUXISMO na infância: um sinal de alerta para odontopediatras e pediatras
Principais tumores odontogênicos que podem acometer a cavidade bucal de crianças

miércoles, 1 de julio de 2020

Aplicação de radiografia digital na odontopediatria

Radiologia

A Odontologia está se desenvolvendo e se modernizando. Os rápidos avanços em tecnologia digital causaram impacto significante na Odontologia, com a introdução da radiografia digital.

O propósito deste trabalho consiste em apresentar por meio de um estudo sobre a aplicação da radiologia digital na Odontopediatria, suas vantagens e desvantagens, sensores de captação de imagem, além de relacionar o potencial de diagnóstico desta com condições patológicas observadas na clínica, elucidando sua ampla utilização no paciente infantil.

Enlaces Patrocinados

Pode-se concluir que a radiografia digital é sem dúvida uma ferramenta de grande valia no diagnóstico odontológico. O uso de pequenas doses de radiação para obtenção de imagens com valor diagnóstico é um dos maiores fatores para o emprego da radiologia digital, principalmente na Odontopediatria.

anestesia dentária


INTRODUÇÃO: A radiografia é importante método de diagnóstico utilizado pelos cirurgiõesdentistas, pois fornece informações valiosas sobre as estruturas internas do dente e tecidos ósseos adjacentes, que seriam impossíveis de obter por meio do exame clínico.



° periodicos.pucminas.br
° Arqu bras odontol 2010;6(3):170-8
° Bruno César Ladeira Vidigal / Olívia dos Santos Silveira / Luciano Andrei Francio / Flávio Ricardo Manzi

También te puede interesar :
Quando é indicada uma pulpectomia?
Mitos e verdades sobre a Bichectomia
Dentes de leite : Quando nascem e por que ordem?

lunes, 29 de junio de 2020

Técnicas de manejo em ODONTOPEDIATRIA

Bruxismo

Os dentistas pediátricos devem conhecer e lidar com as diferentes técnicas de gerenciamento do comportamento do paciente pediátrico. Porque eles sempre atenderão pacientes que não colaborarão durante o tratamento, criando uma situação muito complicada.

Esses comportamentos são atribuídos ao medo ou trauma que a criança tem antes de chegar à consulta. por isso, é importante conversar com os pais antes da consulta combinada.



Compartilhamos com você um vídeo do canal TelessaúdeRS - UFRGS, que oferece um curso interessante sobre gerenciamento comportamental em odontopediatria.

Endodontia


Você também pode gostar :
O que é trismo? Quais são as causas?
Quais são os benefícios da cirurgia ortognática?
Diferenças entre HPV e herpes na cavidade oral


Fonte: Youtube / TelessaúdeRS - UFRGS